• Marilia Naspolini Studio

Exercício para as Costas


Muitas pessoas fazem academia com objetivos estéticos antes de qualquer coisa. Não há nada errado com isso, mas é comum alguns dos mais ligados na questão visual se preocuparem apenas com os músculos que eles conseguem enxergar, especialmente no espelho.

Por isso, as vezes as costas ficam em segundo plano, o que pode ser um erro grave não só do ponto de vista da aparência, como também de saúde.

Exercitar os músculos das costas é fundamental para fortalecer o nosso tronco e ter uma base protetora para nossa coluna. Com as costas bem fortes, o risco de lesões, incômodos e mal jeito na coluna diminui bastante.

Quem tem a região pouco desenvolvida tem maior tendência em desenvolver dores nos ombros, no pescoço ou na região lombar. Esses músculos também desempenham um papel importante no equilíbrio do nosso corpo.

Como qualquer outro exercício, treinar os membros superiores – especialmente o tronco – é extremamente importante

porque são eles que irão dar a estabilidade e a força

necessária para manter nosso corpo em pé.

Além disso, para quem tem como foco principal a questão estética, usar apenas o espelho como parâmetro pode ser enganoso. Exercícios para as costas ajudam alargar os ombros e o também o peitoral, e são fundamentais para manter uma postura correta.

Músculos das costas que são pouco desenvolvidos tendem a fazer os ombros irem para frente, deixando a pessoa cada vez mais corcunda. Naturalmente, para manter uma visão reta e não para o chão, o corpo tenta compensar isso criando o pescoço curvado.

Por fim, além de todas essas questões já citadas, os músculos das costas bem definidos podem ser difíceis de serem apreciados por você mesmo/a no espelho, mas é garantido que fazem diferença para quem te observa por outros ângulos.

A remada no TRX é uma excelente opção de exercício de musculação para treinar os músculos das costas como o grande dorsal, trapézio, redondos e romboides. Pode ser feita por alunos iniciantes e avançados pois o ajuste da carga é muito simples, outra vantagem desse exercício é que ele pode ser feito em casa, prédio, academia, parque ou praia.

Tipo: musculação Nível de atividade eletromiográfica: ND Principal grupo muscular: grande dorsal, trapézio, redondos e romboides. Equipamentos: Fita de suspensão - TRX Tipo: geral Nível: iniciante, intermediário e avançado Especificidade desportiva: ND Nível de complexidade motora: Baixa Cuidados: se você for um aluno iniciante tenha cuidado e verifique se o piso é escorregadio.

O grande segredo para ter mais resultados é manter o movimento controlado com 1 segundo na fase concêntrica (também chamada de positiva) – Essa fase é a de contração do músculo, momento no qual o peso é levantado ou puxado; e 2 a 3 segundos na fase excêntrica (também chamada de negativa) – Ela faz o movimento contrário da fase concêntrica.

Enquanto na fase concêntrica há a contração muscular, na excêntrica ocorre a descontração do músculo. Esse é o momento em que “baixamos” o peso.

Como é um exercício de resistência, faça séries de 8 a 20 repetições e toda vez que a carga ficar leve reduza a inclinação do seu corpo.

É possível fazer diversas “pegadas” diferentes, variando os músculos que são mais exigidos. A remada pode ser pronada ou supinada (com as palmas das mãos viradas para cima ou para baixo), além de abertas ou fechadas (com as mãos mais ou menos separadas).

No TRX é possível fazer uma pegada neutra, com as palmas viradas uma para a outra.

A instabilidade causada pelo sistema de suspensão dificulta a execução dos exercícios, proporciona um estímulo diferente dos equipamentos de musculação tradicionais e pode até proporcionar um maior recrutamento das fibras musculares.

Venha conhecer nossos treinos TRX

Instagram

#nutrição #fadiga #fitness #hiit #hipertrofia #HIIT #treino #saudável #costas #treinamentopersonalizado #TRX

90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo